Portal da Cidade Cascavel

COMEMORAÇÃO

AMIC Oeste completa 34 anos de existência

Promover a união do setor e facilitar o desenvolvimento dos empreendedores sempre foi o objetivo da entidade

Postado em 12/06/2018 às 13:42

AMIC Oeste PR (Foto: Divulgação)

II Congresso Latino Americano da Micro e Pequena Empresa (Foto: Divulgação)

Café com Negócios AMIC (Foto: Divulgação)

Era 1984. O conceito de microempresa ainda estava chegando ao Brasil quando Cascavel já tinha empreendedores visionários, preocupados com o desenvolvimento do setor. Movidos pela vontade de defender esse segmento e percebendo a necessidade de modernização nessa área, o grupo de empresários criou a AMIC, Associação de Microindústrias de Cascavel, que foi a segunda nesse formato no Brasil. 


No mesmo dia, a primeira diretoria da entidade foi escolhida, ficando Celestino Zanella eleito como presidente da época. 34 anos se passaram e a AMIC, que passou depois a se chamar Associação de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Oeste do Paraná, completa mais um aniversário comemorando os avanços na prestação de serviços para os associados, melhorando a comunicação, capacitação e fortalecimento das microempresas. Foram inúmeras conquistas ao longo dessas mais de três décadas em que a entidade foi muito participativa nos debates nacionais e internacionais, ajudando a formular a legislação que rege as microempresas atualmente. Listamos alguns destaques desse período. Confira: 


Cohamic: Cooperativa Habitacional Amigos de Cascavel

Criada há 26 anos em uma reunião da AMIC, a Cooperativa Habitacional Amigos de Cascavel nasceu com a intenção de facilitar o acesso à moradia para associados da entidade. Mas o projeto se expandiu e ultrapassou os limites da associação. Desde sua criação, a cooperativa já executou três projetos, somando 221 imóveis entre sobrados e apartamentos prontos e outros que estão em obras. Além disso, outros três projetos foram executados por meio da Cooperativa Habitacional Independente de Cascavel, que foi criada pelo mesmo grupo e com as mesmas intenções, somando 156 apartamentos entre os já entregues e os que estão em construção. “O benefício para o cooperado é o custo que se torna bem mais baixo. Além disso, beneficiamos a sociedade como um todo com geração de empregos e impostos, movimentação de economia”, comenta Ulice Scusiatto, presidente da Cohamic. 


CNA: Central de Negócios Automotivos

A Central de Negócios Automotivos é um bom exemplo de como a união empresarial pode trazer bons frutos. Em uma reunião na AMIC, em 2013, surgiu a ideia de organizar um grupo da área de automóveis para desenvolver melhor o setor. “Desde então, trabalhamos para melhorar a ética do segmento e para oferecer treinamento para colaboradores e gestores”, conta Luiz Felipe Dalazem, presidente da CNA. O grupo começou com 10 empresas, expandiu para 19 no início de 2017 e em 2018 chegou a 28 associados. “Conseguimos montar uma associação, temos nosso CNPJ. Temos todo apoio da AMIC nas nossas reuniões, na parceria de contatos, na relação com a prefeitura. Nossa luta é para melhorar o setor e trabalhar com transparência. Queremos que os donos das empresas saiam da parte técnica e se atentem para a gestão do negócio”, detalha Luiz Felipe, acrescentando que existem parcerias sendo feitas com núcleos de outros estados, inclusive, para formação de um núcleo nacional do setor automotivo.

 

Convênio Saúde

Benefício criado há 24 anos. Na época, foi algo inovador já que não existia nada parecido em Cascavel, nem mesmo Unimed. O intuito desde sempre foi beneficiar o associado, oferecendo atendimento de saúde particular de qualidade de forma mais acessível. Hoje, você retira uma guia na empresa onde trabalha e vai até a clínica que atende pela AMIC e o pagamento é feito depois por meio de um boleto emitido pela entidade para a empresa, para descontar na folha do funcionário. “Começamos com poucas clínicas e laboratórios, mas evoluímos muito. Hoje são 260 clínicas conveniadas. Antes eram só consultas e exames laboratoriais, hoje temos todos os exames de radiologia, tomografia, cirurgias, procedimentos estéticos e odontológicos, até mesmo partos e alguns tratamentos mais caros são parcelados”, comemora Laura Helena Breda, responsável pelo Convênio Saúde.


Nova Lei Trabalhista

Uma enorme mudança para o país e que poucos sabem que partiu de Cascavel, foi a Reforma Trabalhista. As mudanças na legislação começaram timidamente com uma proposta feita pela AMIC que ficou conhecida como “Carta de Cascavel” e depois foram ganhando força e tomando corpo. A entidade, em conjunto com outras instituições, foi responsável pela elaboração de 28 propostas de alteração na lei trabalhista, das quais 13 foram acatadas. O advogado Namur Vanzin destaca algumas. “Entre as principais propostas que surgiram daqui está o fracionamento das férias, que antes só podia ser tirada de uma única vez, e agora pode ser fracionada em três períodos, beneficiando empresa e empregado”, relata o advogado, relembrando ainda outros itens como a supressão do tempo de descanso de 15 minutos no caso do início de hora extra e ainda a validade e força de negociações entre empregados e empregadores, dando mais peso para os acordos coletivos.


2º Congresso Latino Americano da Micro e Pequena Empresa 

23 estados representados, 7 países representantes e Cascavel como sede. Foi assim em 2015, quando o Centro de Convenções e Eventos da cidade recebeu o 2º Congresso Latino Americano da Micro e Pequena Empresa, que reforçou que a AMIC é a maior das associações dessa área na América Latina. “Nós participamos de todas as edições. Trocamos informações com as entidades de fora e evoluímos nossos trabalhos. Consolidamos nosso nome e percebemos o quanto a AMIC se tornou referência para outros grupos”, enfatiza Luiz Sergio Wosiack, assessor da presidência de AMIC. Desde o primeiro encontro, em 2014 sediado em Cusco, as entidades vêm se organizando para uma consolidação da União Latino Americana da MPE, que deve ter evoluções na edição de 2019 do Congresso, que será no Uruguai. 


Plano de Segurança Simplificado

Com o objetivo de diminuir o tempo gasto para aprovação de projetos junto ao Corpo de Bombeiros, a AMIC foi uma importante interlocutora de uma medida que facilitou a vida de muita gente: a criação do PSS (Plano de Segurança Simplificado), em 2014. “Foi simplificada a apresentação de projetos com até 750 m2 com risco baixo, resumindo-se basicamente a uma única prancha, facilitando a análise e desburocratizando o processo de aprovação”, explica o Tenente Coronel do 4° Grupamento de Bombeiros de Cascavel, Fernando Raimundo Schunig. 


Hoje 40% das plantas de obras no Paraná se enquadram neste benefício, considerado um passo importante por reduzir significativamente o tempo de aprovação, mas sem perda na qualidade da segurança contra incêndio. “Cabe lembrar que havia uma resistência a essa metodologia e só foi possível a implantação devido a participação da AMIC no processo, defendendo a ideia”, detalha Fernando. 


Café com Negócios

Há cerca de uma década, no SESI em Toledo surgiu o primeiro encontro que serviria de inspiração para o Café com Negócios em Cascavel. Como foi um sucesso, o evento se expandiu e hoje já ultrapassa 100 edições, privilegiando o associado, indo até o ambiente dele e colocando empresários em contato uns com os outros. Atualmente, o Café com Negócios acontece de forma itinerante, uma vez ao mês, com a participação de 15 a 20 empresas e com patrocínio do Sicoob e da Fomento Paraná, sem custo nenhum para o associado. “Procuramos sempre colocar segmentos diferentes. Temos muitos clientes satisfeitos com os resultados do encontro, que visa a troca de experiências e geração de negócios”, explica Viviane Bastazini, responsável pela organização dos encontros. 



Fonte: Contelle Assessoria de Comunicação

Deixe seu comentário