Portal da Cidade Cascavel

Intercâmbio

FC Cascavel fortalece parceria com projeto de futebol japonês

Cinco jogadores trazidos pelo projeto Mundo da Bola no Japão, que também pretende observar jogadores do clube cascavelense para levar ao país asiático.

Postado em 14/03/2019 às 09:34 |

(Foto: Divulgação)

Quando o assunto é futebol, a relação entre Brasil e Japão tem ficado cada vez mais próxima. Prova disso é uma parceria entre o FC Cascavel e o projeto Mundo da Bola no Japão, que começou em 2018 e está ganhando mais força em 2019. Depois do sucesso dos primeiros passos desse intercâmbio no ano passado, Cris Yamanaka, idealizador do projeto, voltou ao Brasil e está passando alguns dias vivenciando a rotina do clube cascavelense. 


“Novamente pra mim é um prazer estar aqui com o FC Cascavel. Os garotos revelações do campeonato japonês a gente manda para cá pra disputar o campeonato aqui no Brasil, pra pegar as características do futebol brasileiro que tem um nível mais forte. Ano passado trouxemos cinco garotos, agora mais cinco. Desta vez, viemos não só para trazer atletas, mas pra levar meninos pra lá também”, explica Cris, que trouxe para o FC Cascavel um jogador japonês, um peruano e três mestiços. 


Para o diretor-executivo do FC Cascavel, Sebastião Marques, essa união só deve resultar em bons frutos e, por isso, ele já se programa para retribuir a visita. “Vou me organizar para ver se em agosto vou até o Japão fazer uma visita pra eles. É uma parceria que tem muito futuro. A ideia é trazer mais meninos ao longo do ano”, planeja o gerente.


Um exemplo de que o intercâmbio entre os países tem dado resultado é a evolução do jogador Vinicius Katsumi Hashimoto, atacante que veio do Japão no ano passado e está cada vez melhor dentro do FC Cascavel. “Ele se desenvolveu muito porque no Japão eles jogam bastante o chamado ‘futsete’, e ele tinha passagem pelo futebol de salão e pelo futsete. Aqui ele passou a jogar no campo de grama comum, então agora ele pegou a agilidade do futsete e do salão com a força do futebol de campo. Hoje é outro tipo de atleta!”, elogia Sebastião.


O crescimento de Vinicius é tão nítido que a equipe japonesa está de olho para levá-lo de volta. “Vinicius foi um dos melhores jogadores Sub-16 no mercado japonês, deixamos ele aqui no Sub-17, fez um ótimo trabalho, veio se adaptando, teve uma evolução muito grande. Vou acompanhar também o trabalho dele aqui. Eu queria levá-lo emprestado, tem proposta, mas vamos conversar ainda. Os pais deles querem que ele fique aqui. A gente tem que ver o que é bom para o atleta e aqui dá para ver que ele está feliz, está totalmente diferente, dá para ver o sorriso no rosto dele. Futuramente, nosso foco é levá-lo para disputar a primeira divisão do campeonato japonês”, programa Cris. 


Para o FC Cascavel, ainda não é hora de “devolver” o talento nipônico. “Pelo acolhimento que ele teve, se sentiu tão bem e em casa no Brasil que ainda quer ficar mais um período aqui, para se condicionar mais e até, quem sabe, voltar para o Japão melhor do que está agora e com uma proposta maior do clube japonês”, ressalta Sebastião. 


Além de observar os garotos das categorias Sub-17 e Sub-19, a visita de Cris Yamanaka também serve para analisar alguns atletas profissionais. “Tem atletas do elenco profissional que o mercado japonês está de olho, dois jogadores que ainda não posso revelar. Vamos ver o que vai acontecer”, finaliza Cris.

Fonte:

Deixe seu comentário