Portal da Cidade Cascavel

ESTÉTICA

Álcool: o vilão das cirurgias plásticas

O consumo de bebida alcoólica dificulta o processo de recuperação, causando inchaço e desidratação

Postado em 13/09/2018 às 18:02 |

(Foto: Divulgação)

Quem não gosta de reunir os amigos para um jantar acompanhado de vinho no inverno ou um happy hour para refrescar o calor do verão? Apesar de participar de momentos de diversão, o álcool apresenta diversos aspectos negativos quando consumido em excesso, em especial para quem vai ser submetido a uma cirurgia plástica. Por isso, é fundamental manter o organismo livre das bebidas alcoólicas antes, durante e depois de um procedimento cirúrgico.


O cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SCBP), Tiago André Ribeiro, alerta que o consumo de álcool, mesmo que em poucas quantidades, pode afetar o processo pós-cirúrgico, como por exemplo, o inchaço. “Isso acontece, pois, o álcool dilata os vasos sanguíneos, tornando mais difícil a recuperação do tamanho normal da parte operada”, explica. Os pacientes submetidos à rinoplastia devem redobrar o cuidado. “O nariz é bem mais suscetível ao inchaço”, comenta.


Consumir bebidas alcoólicas durante o período de recuperação também deixa o paciente mais sujeito a risco de sangramentos e retarda o processo de recuperação. “Além disso, é comum que os pacientes que ingerem álcool com frequência sejam mais passíveis à dor. Geralmente, essas pessoas tendem a pensar que os medicamentos não funcionam ou não tem efeito duradouro, desde modo, tornando os medicamentos perigosos para elas”, alerta o cirurgião plástico.


Ingerir bebida alcoólica em excesso também implica na produção do hormônio responsável pela quantidade de urina no corpo. Tiago Ribeiro destaca que para cada dose, o fígado produz quatro vezes mais urina que o normal. “Logicamente aumenta a perda de água no organismo e causa a desidratação e ressecamento da pele. Por isso, sempre é recomendado que o paciente suspenda a ingestão de bebidas alcoólicas alguns dias antes e depois do procedimento estético, tempo este que varia conforme a cirurgia a ser realizada”, orienta o médico.

Fonte:

Deixe seu comentário