Portal da Cidade Cascavel

ALOE VERA

Receitas caseiras com babosa para cabelos, pele e unhas

O uso de preparações de Aloe vera deve ser evitado em pessoas com alergia a plantas da família Liliaceae: como alho, cebola e as tulipas

Postado em 12/06/2018 às 16:15

(Foto: Reprodução)

O farmacêutico homeopata Jamar Tejada (Tejard), da capital paulista explica que essa poderosa planta, a babosa, conhecida também como Aloe Vera, contém 19 aminoácidos essenciais necessários para a formação e estruturação das proteínas que são à base das células e tecidos dos cabelos, pele e unha. Tudo graças as altas concentrações de vitaminas A, C e E, minerais, enxofre, cálcio, magnésio, zinco, selênio e cromo e, o mais importante: os polissacarídeos.


farmacêutico homeopata

Jamar Tejada

A estrutura gelatinosa da babosa é rica em polissacarídeos, essa mucilagem produz a hidratação e é capaz de estimular a produção de colágeno. Por isso é tão popularmente divulgada - já que seus princípios ativos são eficientes para hidratar tecidos secos e rígidos (que sofrem com perda de colágeno) restaurando assim a irrigação, elasticidade e flexibilidade tanto da pele como dos cabelos e das unhas.

farmacêutico homeopata


A favor da pele 

“A babosa consegue penetrar profundamente nas três camadas da pele (derme, epiderme e hipoderme) graças à presença desses polissacarídeos: estruturas que dão aquele aspecto de gel encontradas em sua folha que restituem os líquidos perdidos  naturalmente ou por danos externos, reparando os tecidos de dentro para fora nas queimaduras (sol e fogo), fissuras, cortes, ralados, esfolados e perdas de tecidos”, fala Jamar.


Misture pequenas quantidades de extrato glicólico de babosa com creme hidratante (cerca de vinte gotas de extrato para cada 50ml de creme hidratante) e massageie sobre a pele. Você pode adquirir o extrato glicólico da planta em farmácias de manipulação que garantem assim maior segurança quanto a qualidade e proveniência do produto, ou solicite ao seu farmacêutico o creme hidratante de babosa já preparado, garantindo assim maior segurança sobre o efeito do mesmo.


Para reidratar os fios ressecados do cabelo e fechar as cutículas

1 -  Para ajudar no crescimento dos fios e hidratar os tecidos 1 folha de babosa deve ser triturada com 50 ml de água quente. Depois de pronto basta passar a mistura no cabelo limpo e deixar agir por cerca de 10 minutos. Depois, é só enxaguar e lavar os fios normalmente. Isso auxiliará no crescimento dos fios desobstruindo os poros capilares e estimulando assim a circulação sanguínea e favorecendo o crescimento saudável.


2 -  Na hora de hidratar 1 colher (sopa) do gel da babosa pode ser misturada com 1 ou 2 colheres (sopa) do condicionador de preferência. Com os cabelos limpos, ainda molhados, é só aplicar a mistura e massagear bem (exceto na raiz). Para intensificar a ação é possível usar uma touca plástica ou de alumínio e deixar a máscara agir por 30 minutos. Depois, basta enxaguar retirando bem toda mistura dos fios. 


"Não se deve preparar uma quantidade maior do creme, loção, shampoo, condicionador ou creme de tratamento capilar para se deixar em estoque. Caso prepare diretamente com a mucilagem, por ser natural e sem conservantes testados anteriormente, esses produtos podem formar colônias de bactérias podendo prejudicar ao invés de ser benéfico. Portanto o preparo deve ser pontual, e ainda deve ser feito apenas o mínimo para ser usado no momento. O mais correto ainda é providenciar o extrato glicólico em farmácia de manipulação, para não correr riscos" alerta Jamar Tejada.


Pela saúde e força das unhas

1 -  Para ter unhas mais fortes e saudáveis basta unir uma colher de sopa do gel com três gotas de azeite de oliva. Misture bem os dois ingredientes, molhe bem um algodão e passe por todas as unhas. Deixe que o líquido seja absorvido e pronto. Pode até mesmo misturar algumas gotas de óleo com loções para bebês antes de aplicar nas unhas.


2 -  Para combater micose de unha a dica é misturar: 60 ml de óleo de babosa, 30 ml de óleo de cravo-da-índia e 30 ml de óleo de copaíba. Misturar e aplicar nas unhas, 2 a 3 vezes por dia. 


Tem contra indicação?

O uso de preparações de Aloe vera deve ser evitado em pessoas com alergia a plantas da família Liliaceae: como alho, cebola e as tulipas, assim como, obviamente, a própria planta. “Antes de fazer uso da babosa teste primeiro aplicando uma pequena porção da mucilagem (gel) no antebraço para ver se ocorrem possíveis reações alérgicas como coceira e vermelhidão, caso houver, basta lavar bem em água corrente”, alerta o farmacêutico homeopata.


Quanto ao uso se deve ser aplicada isoladamente, na versão natural, ou em associação com cremes, shampoos, condicionadores. “Eu indicaria a segunda opção já que as bases dos mesmos permite maior facilidade de espalhar e assim aumenta o poder de penetração na pele, fazendo com que os ativos fitoquímicos presentes na planta ajam de forma mais positiva. Além disso, quando o extrato é  industrializado ou produzido por farmácia de manipulação, ele passou por inúmeros processos e testes de qualidade antes de chegar até o consumidor final e daí sim: o resultado é certeiro”, finaliza o especialista.



Fonte: Mayra Barreto Cinel

Deixe seu comentário